Imprensa

Notícia Coprel Release

Mulheres atuantes nos conselhos da Coprel

As mulheres constituem parte importante no dia a dia de uma propriedade rural. De modo geral, são elas que, além de cuidar da casa, dos filhos e de várias tarefas nas propriedades, também administram com conhecimento e cuidado muitas das atividades rurais.

A Coprel, desde cedo, valorizou o trabalho das mulheres na cooperativa, e também na liderança, por meio da participação nos conselhos. Hoje, 10 municípios possuem a participação de mulheres no conselho consultivo, e duas delas também estão presentes nos conselhos de Administração e Fiscal. Nas reuniões mensais, elas participam e são atuantes no encaminhamento de informações e demandas dos cooperantes em seu município.

O modelo de participação familiar é uma característica forte do cooperativismo, onde o associado participa expressando suas opiniões e sugerindo melhorias, conforme as necessidades que encontram em seu município e propriedades. O sucesso da participação das mulheres se reflete em cada medida da gestão e planejamento estratégico. Valorizar a participação das mulheres e a visão familiar é uma medida que engrandece o trabalho feminino no campo, dando voz e vez a quem o conhece.

A conselheira fiscal Sandra Provenzi Corazza, do município de Alto Alegre, destaca a satisfação em fazer parte do trabalho da Coprel. “Para nós mulheres é muito importante compartilharmos com os homens as decisões da propriedade. Tem sido uma ótima experiência para mim fazer parte do conselho”.

 A importância das mulheres para o ingresso da Coprel na área de telecomunicações

 Tão importante quanto a energia, a internet tem se mostrado o fator primordial de permanência do jovem no campo. E as mulheres, reconhecendo esta necessidade da família, foram as primeiras a solicitar que a Coprel também levasse comunicação para o campo. Essa demanda, muito presente nas reuniões do conselho consultivo e apresentada principalmente pelas conselheiras e também pelas esposas dos conselheiros, foi determinante para a cooperativa investir na área de telecomunicações, com a Triway Internet e Telefonia. A conselheira de administração Nilve Maldaner, de Lagoa dos Três Cantos, fala sobre as oportunidades que a participação no conselho proporciona. “Participo do Conselho de Administração da Coprel desde o ano passado, tive muitas oportunidades de trazer a visão da família. Acredito que a internet no interior, seja uma delas, pois é através dela que mantemos nossos filhos no interior”.

 As mulheres ainda são minoria nos conselhos da Coprel. Um dos motivos para essa participação menor é que, na maior parte das propriedades/famílias, a unidade consumidora de energia está em nome do homem. E, para se candidatar ao conselho consultivo, é necessário ser cooperante, ou seja, ter a energia em seu nome. Em diversas propriedades, existe mais que uma ligação de energia, nestes casos, o cooperante pode optar por transferir outras unidades consumidoras para o nome da esposa ou filhos, e assim, mais membros da família serem cooperantes da Coprel e terem oportunidade de participar dos conselhos, por exemplo.

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS
Preencha os campos abaixo e receba nossas novidades diretamente no seu e-mail
Fechar

Recuperar Senha

Para receber sua senha por email, digite seu número de matrícula no campo abaixo: